Guia para acampar na Nova Zelândia

Paraíso dos esportes radicais, das trilhas e paisagens, a Nova Zelândia é um destino perfeito para qualquer aventureiro ou viajante que curta natureza. Muitos aproveitam a estrutura do país para viajar acampando de motorhome, campervan ou barraca. Se você também tem vontade de embarcar numa roadtrip por esse país incrível, acampando e curtindo as paisagens no seu tempo, está no post certo. Aqui você vai encontrar um guia com tudo que precisa saber para acampar na Nova Zelândia.

Vamos dar dicas sobre como encontrar lugares para ficar, quais os custos para alugar um veículo e usar as áreas de camping, onde comprar equipamentos e muito mais. Confira!

Vale a pena acampar na Nova Zelândia?

Sim! O grande atrativo de acampar na Nova Zelândia, na nossa opinião, é a experiência em si. E quando falamos em “acampar” estamos falando tanto de viajar acampando com barraca quanto viajar de motorhome ou campervan. Seja qual for a sua escolha, você terá a oportunidade de estar em contato direto com os maiores atrativos naturais do país de uma maneira que poucos hotéis podem oferecer.

Fotos: Carolina Leal/Eu me Aventuro

Acampar proporciona liberdade, conexão com a natureza e prazeres únicos, como relaxar ao redor de uma fogueira vendo o céu estrelado ou acordar com a vista de um nascer do sol na beira de um lago.

E é possível fazer tudo isso sem abrir mão de conforto. A Nova Zelândia oferece centenas de áreas para camping, públicas e particulares, que oferecem amenidades variadas. Algumas áreas são, de fato, mais rústicas. Podem contar apenas com um banheiro simples e uma área de abrigo para cozinhar. Já outras, em especial as particulares, são verdadeiros centros de recreação. Nelas, são oferecidos do básico chuveiro quente a piscinas e uma ampla gama de atividades.

Outra vantagem é em relação à flexibilidade de roteiro. A disponibilidade de hospedagem em determinados locais do país, especialmente na Ilha Sul, exige um planejamento prévio. Há, de fato, o risco de ficar sem ter onde dormir caso não seja reservado um hotel com antecedência. Para quem viaja acampando esse risco diminui consideravelmente, já que a disponibilidade nas áreas de camping é maior. Além disso, os lugares costumam ser ocupados no fim do dia, bastando chegar mais cedo para garantir sua vaga.

Quais são as regras para acampar na Nova Zelândia?

Embora acampar seja uma atividade muito comum na Nova Zelândia, tanto entre turistas quanto entre locais, há algumas regras que é preciso levar em consideração. Além, claro, de sempre procurar seguir as práticas de mínimo impacto.

Barraca vermelha sob o céu estrelado

Foto: Carolina Leal/Eu me Aventuro

1) Não acampe em propriedades particulares sem permissão

Por mais tentador que seja, você não pode acampar onde quiser. Não dá pra simplesmente armar sua barraca ou estacionar sua campervan ou motorhome ao lado das ovelhas naquela fazenda enorme. Se precisar pernoitar em uma região sem áreas de camping por perto, sempre peça autorização para os proprietários do terreno.

2) Não acampe em áreas onde o camping livre é proibido

Muitas regiões da Nova Zelândia proibiram ou restringiram o chamado camping livre. No camping livre, o visitante pode estacionar seu veículo em uma área pública e dormir. Em partes, essa proibição ocorreu, infelizmente, por conta do lixo e dos dejetos deixados para trás pelos campistas.

Lembre-se sempre de conferir se a área onde você está permite ou não o camping livre. Além disso, não insista em acampar ou dormir dentro do carro em regiões onde a prática é proibida, a não ser que queira levar uma multa pesada. A proibição não se aplica a áreas primitivas, no interior de parques nacionais, por exemplo. Nesses casos é permitido acampar de maneira responsável.

3) Se você vai praticar camping livre, tenha seu próprio sanitário

Se você achou um local que permite o camping livre e não oferece nenhuma estrutura, lembre-se que você é o responsável por ter seu próprio sanitário, água doce e sistema de resíduos. Nesses casos, o motorhome é uma mão na roda, já que vem equipado com tudo isso. Muitas áreas, inclusive, permitem camping livre apenas para os chamados veículos autônomos, que contam com seu próprio sistema de resíduos.

4) É expressamente proibido deixar lixos e resíduos humanos

Pratique as regras de mínimo impacto: não deixe lixo nem dejetos para trás. É extremamente comum que áreas de camping mantidas pelo governo na Nova Zelândia não tenham lixeiras. Portanto, carregue tudo com você e faça o descarte no local adequado mais próximo.

5) Descarte resíduos de motorhome ou campervan somente em locais permitidos

O descarte de resíduos de um motorhome ou de qualquer veículo com banheiro a bordo só é permitido em estações de despejo legais. Elas normalmente estão localizadas dentro de áreas de camping particulares, os chamados “Holiday Parks”.

6) Fique atento à sinalização:

Placa de sinalização de camping - Nova Zelândia

Não é permitido camping livre

Nada de montar barraca ou parar o motorhome nessa área, amiguinho!

Placa de sinalização de camping da Nova Zelândia

Camping somente para veículos autônomos

Camping liberado para veículos autônomos, chamados de "self contained". São motorhomes e campervans que possuem um sistema de resíduos próprio.

Placa de sinalização de camping da Nova Zelândia

Estação de descarte de resíduos

Indica que o local possui uma estação legal de descarte de resíduos para o seu motorhome ou campervan

Onde acampar e o que oferecem os campings?

A Nova Zelândia possui centenas de áreas para camping espalhadas pelo país. É possível encontrar tanto espaços gratuitos, sem amenidades, quanto campings particulares com estrutura de parques de recreação. Podemos dividir os campings em quatro tipos principais:

  • CAMPINGS GRATUITOS: são locais gratuitos em que o camping livre é permitido, normalmente apenas para veículos autônomos (que possuem seu próprio banheiro a bordo).
  • Estrutura: mínima. Pode não passar de um estacionamento.
  • CAMPINGS DO DOC: o DOC (Department of Conservation, ou Departamento de Conservação) é um órgão do governo responsável pelos parques e ambientes naturais do país. Os campings públicos são mantidos por ele. Normalmente estão disponíveis em áreas de interesse dos aventureiros, como em parques nacionais, perto de atrativos naturais (praias, rios, montanhas ou lagos) e pontos de acesso ou ao longo de trilhas. Podem ser gratuitos ou pagos.
  • Estrutura: podem ser desde áreas com serviços completos, como chuveiro quente e cozinha equipada, até áreas primitivas com serviços básicos. Há ainda as áreas de camping cênicas, normalmente em regiões costeiras, e as áreas situadas ao longo do circuito de trilhas conhecido como “Great Walks”. Algumas podem ser reservadas antecipadamente em um dos centros de visitantes do DOC, enquanto outras não permitem reservas.

Fotos: Carolina Leal e Lilo Barros/Eu me Aventuro

Não deixe de conferir o site do DOC, que possui informações sobre os parques, atrativos naturais, trilhas, campings etc.

  • HOLIDAY PARKS: presentes em praticamente todas as cidades, os Holiday Parks são campings particulares bem equipados. O custo, no entanto, é um pouco mais alto do que os campings do DOC. O foco costuma ser em quem viaja de campervan ou motorhome, mas a maioria oferece também um espaço para barracas.
  • Estrutura: normalmente contam com estrutura completa para campistas. São locais que oferecem banheiros grandes (com amenidades como secador de cabelo), cozinha equipada, lavanderia, sala para descanso, TV, piscina, sauna, parquinho etc.

Fotos: divulgação/ Top 10 Holiday Parks Group

  • CAMPINGS PARTICULARES MENORES: além dos Holiday Parks, também é comum encontrar campings particulares pequenos, em propriedades familiares, com estrutura variável.
  • Estrutura: costumam oferecer pelo menos banheiros com chuveiro quente e cozinha equipada. Normalmente, não são oferecidas panelas, por isso leve o seu kit de panelas de camping.

Dica de apps para acampamentos e roadtrips pela Nova Zelândia:

Há dois aplicativos que reúnem informações sobre os campings na Nova Zelândia: o Rankers e o Campermate. Eles são indispensáveis para quem está viajando de motorhome ou acampando de barraca, mas também são úteis para qualquer roadtrip pelo país.

Ambos permitem filtrar de acordo com o que o campista busca. Por exemplo, apenas campings do DOC, campings somente para veículos autônomos, campings adequados para barracas, campings gratuitos, Holiday Parks etc. Os apps também contam com avaliações feitas pelos usuários, o que facilita a busca.

Além das áreas para camping, os aplicativos também mostram outros diversos pontos que podem ser de interesse dos viajantes. Pode ser útil buscar, por exemplo, por chuveiros pagos, estações para despejo de resíduos, centros de visitantes, mercados, postos de gasolina, trilhas, locais com internet gratuita (algo às vezes difícil de encontrar no país), entre outros.

Onde comprar equipamentos de camping?

Se você vai acampar na Nova Zelândia, pode ser que opte por levar todo seu equipamento ou pode ser que escolha comprar por lá o que precisar. Se a sua opção for a última, não se preocupe. Afinal, o país possui diversas lojas específicas de equipamentos outdoor. Além disso, também é possível encontrar itens de camping em mercados e lojas de departamento.

Você pode encontrar itens de qualidade, daqueles que vai valer a pena levar de volta com você para o seu país de origem, em lojas como a Kathmandu e a Torpedo 7. Elas são marcas neozelandesas focadas no mundo outdoor, no mesmo estilo da Northface e Columbia. Ambas possuem diversas lojas tanto na Ilha Norte quanto na Ilha Sul, incluindo alguns pontos de outlet.

Para itens mais baratos, como equipamentos que você talvez tenha que doar ou vender antes de ir embora, os mercados e lojas de departamento são a melhor opção. O Kmart, mercado com lojas em todo o país, oferece diversos equipamentos de camping por um preço muito acessível, até mesmo barracas e sacos de dormir. Há ainda a The Warehouse, loja de departamento que também tem unidades no país todo e oferece alguns itens de camping.

Uma dica nossa é que você visite as lojas em cidades grandes, como Auckland, Christchurch, Wellington e Queenstown. Embora mesmo cidades pequenas tenham ao menos uma loja que vai poder te atender, em cidades maiores você terá mais garantia de variedade e preço acessível.

Estacionamento de camping perto do glaciar Fox, na Nova Zelândia

Foto: Carolina Leal/Eu me Aventuro

É seguro acampar na Nova Zelândia?

De maneira geral, sim. Em termos de criminalidade, a Nova Zelândia é um dos países mais seguros do mundo. Essa segurança se estende também a hobbies como acampar e fazer trilhas. Ambas as atividades, aliás, são muito populares entre locais e turistas. Então quase sempre você terá companhia em muitas das atrações naturais do país. No entanto, como em qualquer lugar do mundo é preciso ficar atento aos seus pertences e prestar muita atenção caso opte por acampar em áreas isoladas.

Um problema relativamente comum é o arrombamento de veículos em estradas que dão acesso a trilhas. Basta visualizar a cena. Os turistas param o carro ou campervan em algum ponto de uma estrada pouco movimentada e saem para caminhar por horas, deixando seus pertences no veículo. É um cenário tentador para um ladrão oportunista. Não raro acontece de um viajante encontrar o carro aberto e revirado ao voltar para o local onde estacionou. Portanto, evite deixar itens de valor dentro do veículo. Se tiver que deixar algo, procure não deixar à mostra.

Se em termos de criminalidade a Nova Zelândia é um país seguro para os aventureiros, é preciso lembrar de outro risco por lá. Trata-se do clima e eventos inesperados, como terremotos. Esteja preparado para mudanças bruscas de tempo, sempre tenha comida e água suficiente para alguns dias e informe-se sobre rotas de saída e pontos de encontro em caso de emergência.

Estrada para o monte Cook, na Nova Zelândia

Foto: Carolina Leal/Eu me Aventuro

Quanto custa acampar ou viajar de motorhome na Nova Zelândia?

Por fim, a pergunta que não quer calar: quanto vou gastar para viajar acampando na Nova Zelândia?

As vantagens de viajar de motorhome ou acampar em barraca não são necessariamente relativas ao custo. Vai sair mais barato acampar do que pagar um hotel? Provavelmente, ainda mais se você já for alugar um carro de qualquer maneira. Aliás, isso é algo que recomendamos fortemente para qualquer turista que vá para lá. Mas se você for do tipo ultraeconômico, que viaja de ônibus ou de carona e se hospeda nos hostels mais baratos, em quartos compartilhados, provavelmente vai gastar até menos do que se viajar acampando.

Para acampar na Nova Zelândia há alguns custos dos quais não há como fugir, como as áreas de camping pagas e a locação do veículo, seja uma campervan, motorhome ou um carro comum para quem vai viajar acampando em barraca. Você pode até fazer alguns trajetos de ônibus pelo país, mas muitas vezes o carro vai ser imprescindível. Sem ele fica difícil chegar a determinados campings ou atrações turísticas.

Se você tem um roteiro bem flexível, uma opção para economizar pode ser a relocação (relocation) de veículos. Fique ligado que em breve faremos um post sobre isso!

Confira preços para alugar veículo e acampar na Nova Zelândia*:

  • Fique ligado! Embora o preço dos campings seja, em geral, constante ao longo do ano, o preço do aluguel de carro, campervan e motorhome pode mais do que dobrar entre a baixa e a alta temporada (verão). As tarifas mais baixas normalmente incluem uma franquia alta em caso de acidentes. É possível, entretanto, pagar uma taxa extra por dia para reduzir o valor da franquia. Os valores citados sempre consideram retirar e devolver o veículo na mesma cidade.
  • Aluguel de carro comum: na baixa temporada, é possível achar carros comuns para alugar a partir de NZ$20 a diária. No verão (dezembro e janeiro), é mais difícil achar carros nesse valor. O mais provável é que as diárias comecem em NZ$30/35. Como as estradas no país são boas, um carro simples dá conta do recado.
  • Aluguel de campervan e motorhome: campervans sem banheiro podem ser encontradas a partir de NZ$40/dia na baixa temporada e NZ$90/dia na alta. Já para as que possuem banheiro, os valores são a partir de NZ$50/dia na baixa temporada e NZ$130/dia na alta. Por outro lado, um motorhome, com banheiro e chuveiro, sai a partir de NZ$80/dia na baixa temporada e salta para NZ$350/dia na alta temporada.
  • Camping livre: (normalmente exclusivo para veículos autônomos, que possuam seu próprio banheiro): gratuito
  • Holiday Parks e campings particulares: os preços variam principalmente de acordo com a localização e os serviços oferecidos. Quanto mais perto de uma cidade grande ou muito turística, como Wellington ou Queenstown, mais caro. A faixa de preço mais alta dos Holiday Parks costuma girar em torno de NZ$25 a NZ$30 por pessoa. O preço médio é de NZ$15 a NZ$20 por pessoa.
  • Campings do DOC: Os valores dos campings do DOC variam de acordo com a quantidade de serviços e a localização e são sempre por pessoa, por noite. Crianças de 5 a 17 anos normalmente pagam metade do preço e crianças de 0 a 4 anos não pagam nada. O custo vai de zero a NZ$30 por pessoa.

    - NZ$30: para viajantes internacionais que pretendem acampar em um camping ao longo de uma das “Great Walks” na alta temporada.
    - NZ$21: para acampar em uma área com energia elétrica (com tomadas para uso do campista ou do veículo) dos chamados “Serviced Campsites”. Eles são campings com estrutura completa, como cozinha, chuveiros quentes, lavenderia etc.
    - NZ$18: custo da área sem energia elétrica num Serviced Campsite.
    - NZ$16: para acampar nos campings do DOC com estrutura mais simples, como os campings cênicos, com ponto de energia elétrica;
    - NZ$13: para acampar em campings cênicos sem ponto de energia elétrica;
    - NZ$8: para acampar nos chamados "camping padrão" do DOC. Normalmente eles contam ao menos com abrigo para cozinhar, mesas de piquenique e banheiros rústicos.
    - Gratuito: campings básicos que oferecem apenas banheiros rústicos e água proveniente de lago ou rio.
  • Passe do DOC para campervans alugadas: o DOC também permite a compra de um passe semanal para quem está viajando em uma campervan alugada. Cada passe é válido por sete noites consecutivas em mais de 90 campings do DOC. As restrições são que o passe não pode ser usado nos “Serviced Campsites”, em campings que demandem reserva online ou em pontos do camping com energia elétrica. O custo do passe é de NZ$25 para um adulto, NZ$50 para dois adultos e NZ$75 para um passe família (dois adultos e até duas crianças/adolescentes).
  • Dica - como pagar os campings do DOC: o pagamento é feito durante a reserva online ou num centro de visitantes. Quando não é possível nem obrigatório fazer reservas, você deve pagar direto para o host do camping. Ou então usar a caixinha que permite que você mesmo se registre no local. Nesse caso, é preciso depositar o valor correto no envelope fornecido e colocar o recibo na sua barraca ou veículo. Esse esquema de pagamento funciona na base da honestidade, mas é frequente ver guardas do DOC passando nos campings para conferir se os campistas efetivamente pagaram suas taxas.

* valores conferidos em abril/2019

Confira mais dicas de viagem e relatos da Nova Zelândia

E aí, ficou animado para conhecer mais a terra dos kiwis? Então não deixe de conferir esse relato sobre como foi passar 25 dias acampando no país. E continue de olho no site, porque em breve iremos colocar no ar  outros posts para quem está querendo viajar (acampando ou não) pela Nova Zelândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *