• Topo
  • Post
  • Comentários

Conheça o Salto da Fortuna, em Morretes

O Salto da Fortuna, em Morretes (PR), é uma linda queda d’água de 50 metros perto de Curitiba. Acessível por uma trilha de cerca de 3 km, é também a principal atração do Parque Estadual do Pau Oco. No entanto, é relativamente pouco conhecido quando comparado com outras cachoeiras famosas da região, como o Salto dos Macacos.

Eu e o Lilo Barros, responsáveis pelo conteúdo aqui do Eu me Aventuro, estivemos lá para conhecer a trilha e o salto. Você pode conferir como foi essa aventura no vídeo aí em cima, mas vamos dar umas dicas aqui também para quem quer fazer a trilha.

Além disso, preparamos esse tracklog do Wikiloc para que você possa acompanhar o trajeto que fizemos. Ele foi gravado durante a volta, mas o caminho a seguir é o mesmo.

Quer conhecer outras cachoeiras perto de Curitiba? Então confira esse post 🙂

Confira neste post:
Homem em pé nas pedras em frente ao Salto da Fortuna

Como é a trilha para o Salto da Fortuna

A trilha para o Salto da Fortuna começa na base do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) dentro do parque. Há um guarda-parque no local, portanto, se tiver qualquer dúvida na hora, aproveite para conversar com ele. Além disso, é preciso fazer um rápido cadastro antes de começar a trilha.

O trajeto começa subindo o caminho ao lado da base do IAP, para depois  entrar na mata. A trilha é bem demarcada e agradável, passando por riachos e pela linda vegetação da Mata Atlântica. Os pontos mais complicados são os dois momentos em que é preciso cruzar o rio. Aliás, se não fosse por esses trechos, ela seria muito tranquila para crianças.

Tome cuidado ao cruzar os rios, já que a correnteza pode ser forte (leia mais dicas e cuidados abaixo). Além disso, fique atento à trilha, pois depois da travessia é fácil se confundir. Assim que cruzar o primeiro rio, procure pela seta branca indicando o caminho. Logo em seguida, suba pelos “degraus” de pedra e raízes à direita. A trilha continua por ali. A última travessia de rio já é bem perto do salto, e há placas indicando o caminho a seguir.

Homem caminha por rio na trilha para o Salto da Fortuna

Dicas e cuidados

Placas indicativas em frente ao Salto da Fortuna, em Morretes

Como chegar ao Salto da Fortuna (Parque Estadual do Pau Oco)

  • Atenção: Embora o parque esteja num ponto já bem perto da BR-277, não é possível acessá-lo pela BR. Os mapas inclusive mostram uma continuação da Estrada do Anhaia até a BR-277, mas esse trecho na verdade é uma estrada particular que está fechada para carros. Há uma porteira com cadeado bloqueando o acesso.
  • Melhor trajeto: O melhor caminho para chegar ao Parque Estadual do Pau Oco, portanto, é acessar a Estrada do Anhaia por Morretes. Então, basta percorrer cerca de 12 km até o parque. A estrada é de terra, mas está em boas condições e é acessível para todo tipo de veículo.
  • Como acessar a Estrada do Anhaia: Se você chegar em Morretes pela Estrada da Graciosa, passe o centro da cidade e continue pela estrada em direção à BR-277. Cruze o trilho do trem e depois de 500 m entre à direita na Estrada do Anhaia. Caso você esteja vindo da BR-277, terá que entrar à esquerda antes de passar pelos trilhos do trem. Quando estiver na Estrada do Anhaia, basta seguir até praticamente o fim dela.

Deixe um comentário

Inscreva-se
Notificar sobre
guest

5 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Léo
Léo
4 anos atrás

Excelente navegabilidade pelo site além do conteúdo que traz praticidade e muitas dicas de lugares para a prática de esportes ao ar livre!!! Massa demais!! Parabéns

Éder Renan De Oliveira
Éder Renan De Oliveira
4 anos atrás

Excepcional a explicação obrigado pela atenção e dedicação. Muito bom muito bom

Péricles Zacarias Abrahão
Péricles Zacarias Abrahão
3 anos atrás

Sensacional, excelente apresentação do Salto da Fortuna! Parabéns!!!

Receba nossa newsletter

Dicas, destinos e inspirações para você se aventurar

Siga-nos nas redes sociais

Antes de ir, inscreva-se na nossa newsletter

Receba nosso e-mail quinzenal com lugares para conhecer, muita natureza, reflexões e dicas práticas.